COMANDANTE DO 10º BPM PARTICIPOU DA SESSÃO DESTA TERÇA (22) PARA FALAR SOBRE SEGURANÇA PÚBLICA

Na manhã desta terça-feira (22), atendendo convite formal do Vereador Elizeu de Tantan (PP), o Comandante do 10º Batalhão de Policia Militar de Pinheiro, o Tenente Coronel Diniz e o Subcomandante Major Fábio Araújo estiveram participando da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Pinheiro para falar sobre ações da policia, planejamentos e outros assuntos que englobam a segurança pública no município.

Além de se apresentar aos vereadores algumas estatísticas sobre os trabalhos desenvolvidos, o Tenente Coronel falou o trabalho no combate à criminalidade, com patrulhamento ostensivo, bem como operações especiais do GOE e ainda sobre as cidades vizinhas que tem cobertura do 10º BPM. Outro grande ponto discutido foi com relação ao efetivo, que na avaliação do Comandante, o seu número reduzido interfere negativamente do desempenho e objetividade das ações.

O Tenente Coronel falou também dos homicídios na cidade que ainda não foram elucidados, sobre esse tema ele reteve os comentários para não atrapalhar as investigações, mais se declarou compreensível com as cobranças por se tratar de um crime que sempre choca a sociedade, no entanto reforçou que apesar de tudo, a cidade de Pinheiro está abaixo nas estatísticas nacionais, citou com exemplo que a nível Brasil registra-se 29 homicídios para cada 100 mil habitantes, já no maranhão essa taxa aumenta bastante, chegando a 35 assassinatos por cada 100 mil habitantes e em Pinheiro esse número cai para 28 crimes na região para a mesma quantidade de pessoas.

O Comandante considera que o atual cenário de crises política e econômica, embora exija atenção redobrada por parte das forças de segurança, é também uma oportunidade para desenvolver estratégias alternativas de ação. Diniz ressaltou que segurança pública é muito mais amplo que algumas pessoas pensam e que a população deve sair da condição de receptora para promotora da segurança uma vez que o combate da marginalidade começa na comunidade, quando um cidadão denuncia, outro grande parceiro é o estado, pois é deste o dever de proporcionar condições para inibir o crime, tais como: educação de qualidade, vias públicas de qualidade, iluminação das vias em perfeito estado, geração de emprego e renda e várias outras políticas que afetam diretamente o controle da marginalidade.

O Comandante finalizou agradecendo o espaço e se colocou a disposição para as demandas dos vereadores, disponibilizou seu telefone para possam ligar e salientou que “apenas através das parcerias, estado, representado pela Policia Militar e a sociedade é que vamos poder criar uma cidade melhor, um espaço mais seguro para todos nós”, finalizou o Tenente Coronel Diniz.

Informativos